sexta-feira, 20 de julho de 2012

SONETO DAS BALEIAS


As baleias brincam e soltam borrifos 
azuis na água azul, com perícia e arte 
maior que a maior arte de todos os grifos, 
e são elas brancas, orcas, jubartes. 

As baleias não são peixes, são antes e 
antes de serem bois disfarçados e gigantes, 
estrelas de constelações distantes, 
que as não percebe a mente nem olho as vê. 

Senhoras desse mar do nosso encanto 
que cantam e fazem ecoar o pranto 
mesmo do universo e o seu segredo, 

as baleias cruzam o mar do nosso medo, 
fazendo-nos ainda que nunca o queremos 
homens pequenos dos mundos que não temos. 
imagem colhida no google